Com mais de 500 marcas de nascença, jovem supera bullying e vira modelo

A estudante de Barcelona Alba Parejo, de 16 anos, foi diagnosticada ainda na infância com uma síndrome rara conhecida como “Nevo Melanocítico Congênito”, ou NMC, caracterizada por pintas e manchas escuras espalhadas pelo corpo. 

Ao todo, Alba tinha mais de 500 manchas pelo rosto, tronco, pernas e braços, condição que lhe causara sofrimento e negação durante toda a vida. Na infância, a adolescente ainda enfrentou cirurgias e outros procedimentos estéticos para corrigir a aparência da pele, que ainda carrega as cicatrizes da intervenção médica.

Na escola, outras crianças a apelidavam de “monstro” por conta das marcas. Apesar do bullying constante, Alba aprendeu a amar e aceitar a própria condição, investindo na carreira de modelo e participando de uma série de ensaios fotográficos.

“Finalmente me dei conta de que cada um é como é. Ninguém pode escolher a aparência física. De que adianta ter medo? De que adianta abaixar a cabeça toda vez que um grupo de adolescentes passa por você? De que adianta fazer coisas por medo do que os outros vão pensar? Nada. Por isso, aprendi a amar como sou e adoro a minha pele”, conta ela no Instagram.

A jornada de positividade e autoestima de Alba está inspirando muitas meninas e adolescentes pelo mundo, ainda bem!

Veja algumas fotos dessa maravilhosa aqui na nossa galeria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *